Tendências para 2022

O ano de 2022 promete turbinar a Internet como nunca! Novas variantes do coronavírus, Copa do Mundo, eleições – tudo acontecendo neste cenário guiado por dados, invadido pela inteligência artificial e pelo metâmero, um novo universo virtual. Por isso, a gente traz para você algumas tendências importantes para este ano:

Na palma da mão

Diversas pesquisas apontam que o brasileiro adora e vive com os olhos e os dedos grudados em telas digitais. O Brasil é o 2º país que mais passa tempo na Internet, o 3º que mais usa redes sociais e o 5º com o maior número de celulares, mostra o ranking da Exame. Portanto, na hora de publicar um conteúdo, é fundamental que o layout seja responsivo.

Objetividade, sim. Pouca informação, não!

Na Internet, a chave é ir direto ao ponto. Mas cuidado: não se ganha mais a atenção das pessoas só com a beleza do feed. A busca prioritária é por informação e interação! A escolha é por perfis que entreguem uma boa quantidade de conteúdo que seja de boa qualidade. Por isso, a premissa estratégica deve ser compartilhar conteúdo esclarecedor e engajador. Os objetivos são gerar relações mais próximas e, sem dúvida, promover clareza e transparência nas informações compartilhadas!

Vídeos

Quando falamos de vídeos, não falamos necessariamente de produzir conteúdo para o TikTok, mas a rede, que vem batendo recordes de download pelo mundo, reforça o formato a ser seguido em outras mídias: vídeos curtos e engajadores. Outras plataformas criaram alternativas, como o Reels do Instagram e o YouTube Shorts do YouTube. Portanto, o vídeo continua on em 2022. Pode se fazer uso de filtros, legendas e trilhas sonoras. Todos os recursos estão liberados! Conteúdo corporativo também pode e deve seguir esse estilo, sem precisar usar das famosas dancinhas… O importante é que o vídeo seja natural e ofereça informação que interesse o outro!

TikTok

Em 2021, a rede social bateu recorde de 3 bilhões de downloads. No Brasil, pesquisas revelam que 81% dos usuários acessam a plataforma pelo menos uma vez ao dia e, dentre esses usuários, 38% acessam várias vezes ao dia e 6% deixam o aplicativo aberto o dia todo! Diante desse sucesso, você acha que as marcas devem navegar nessa onda? Com toda certeza! Se fizer sentido para a sua comunicação e se o seu público estiver presente na rede, a recomendação é que você entre já e comece a personalizar seu conteúdo. Além disso, o app estuda novas formas de atrair marcas e e-commerces. Ou seja: as marcas que desejam ampliar a conexão com seus consumidores devem avançar em suas estratégias de comunicação e marketing nessa rede!

LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede profissional do mundo, com mais de 774 milhões de usuários em mais de 200 países e territórios. A comunidade brasileira chegou a 51 milhões de usuários, sendo a 4ª maior do mundo. Com um crescimento médio de 14% ao ano, o Brasil fica atrás dos Estados Unidos, da Índia e da China. Então, como ficar de fora? A plataforma é o local para se conectar, criar oportunidades de negócios e compartilhar conhecimento.

Novos influenciadores digitais

Celebridades, atletas, especialistas e ativistas passaram a dividir a admiração das pessoas com os virtual influencers – os influenciadores virtuais. Perfis como a Satiko, avatar digital inspirado na apresentadora Sabrina Sato, já somam milhares de seguidores e até parcerias com marcas. Em 2022, essa tendência é crescer, mas o cenário também é favorável para pessoas “de carne e osso”. Há um espaço cada vez maior para colaboradores das empresas, por exemplo. Nas redes, funcionários compartilham o seu cotidiano profissional e, em muitos casos, valorizam a cultura da empresa e as iniciativas focadas em ESG das companhias em que trabalham. Ainda que seja uma audiência pequena, o poder de influência é grande, e, quem sabe, os novos influenciadores digitais serão gente como a gente.

Podcast, sim!

O Brasil é o 5º no ranking mundial de crescimento na produção de podcasts. Dos aproximadamente 100 milhões de brasileiros que consomem áudio digital, 28 milhões já confirmaram ouvir podcasts. Essa curva crescente reforça a aposta das marcas no segmento. Além disso, estudos apontam que o mercado de áudio digital já faz parte de todos os momentos da jornada diária do brasileiro. Os ouvintes de podcasts, que trazem temas variados, avaliam que as marcas presentes nesse formato são modernas e antenadas com as novas formas de comunicação. Então, fica a dica!

Adryana Almeida, VP da Texutal

Matérias Recentes